Bolt Action primeiros passos

Este foi o meu segundo jogo com as novas regras da Bolt Action e desta vez tivemos os Fallschirmjager contra os Ivans russos. Uma vez que o jogo propõe listas e pontos começámos com uma lista de 1000 pontos para cada lado.

Fallschirmjager: 1 First Lieutenant + 2 men (Vet) – 116 pts

1st squad – 1 NCO+9men (vet) 2Lmg 2 Smg 2 Assault Rifles 1 Pzfaust – 191pts

2nd squad – 1 NCO+9men (vet) 2Lmg 2 Smg 2 Assault Rifles 1 Pzfaust – 191pts

1 HMG Team (vet)- 65pts; 1 Sniper (vet) – 65pts 1Flamethrower (vet) – 65pts

1 Medium Mortar (vet) c/ observador – 75 Pts 1 StugIV (Reg) 230 pts

Soviet – 1 First Lieutenant+ 2 men (Reg) – 95, Medic+ 2 man 56 pts, Forward Observer 100Pts

1st Squad – 1Nco +10 men (reg) 1 Lmg – 130 Pts

2nd Squad – 1Nco +10 men (reg) 11 Smg – 143 Pts

3rd Squad (free) 1Nco + 10 men -1Smg, 1 Lmg (Inexp) – 23 Pts

1Hmg – 75Pts, 1 Sniper (Vet) – 65 Pts; 1 Heavy Mortar – 75 Pts

1 T34/85 (Reg) – 235 Pts

Para já os russos a tirar partido da sua Squad extra que pelas regras aparece de borla apenas tendo de pagar o equipamento. Assim temos que os alemães começam com 8 activações e os russos com 10.

Optámos por jogar o cenário 2 (Maximum Attrition) e ambos os comandantes optaram por deixar unidades para entrar em Outflank, no caso dos alemães uma squad e o Flamthrower e os russos o sniper e a squad de Smg, no caso russos o seu experiente e sábio general optou também por ter o observador a entrar em reserva(2º turno)

Como as regras deste cenário determinam após ser escolhido o lado de deploy as tropas vão entrando no 1º turno à medida que se vão tirando os marcadores de activação.

Os alemães comandados pelo grande general “Pequeno” Hans von Freiburg optaram por ceder o flanco direito apenas colocando aí o seu sniper e concentraram as suas forças no centro e na direita, curiosamente o general russo Pombalichenco respondia na mesma moeda.

Se estas regras se podem definir numa palavra esta deve ser rapidez. Grande mobilidade e velocidade de jogo sendo que o sistema de activações permite que um jogador nunca fique parado tendo que esperar pelo seu turno. Assim o 1º turno de jogo foi rápido apenas com as unidades a entrar na mesa e sem troca de tiros.

Ao segundo turno e com o general russo a tentar ganhar o cognome de Morcego de Vladivostock a squad de infantaria no flanco direito resolve movimentar-se e ficar na linha de tiro da HMG alemã causando as primeiras baixas nos Ivans. E para além disso o Observador da artilharia entra na mesa pelo único local em que nada observa, começa a nascer o mito do Morcego? Os 2 tanques que estão na mesa vão tentando jogar ao gato e ao rato e para já vão conseguindo.

Com o início do 3º turno chegam as unidades em outflank e após os necessários testes para entrarem todas estão aptas a entrar em batalha. Os russos activam primeiro e colocam no flanco direito a squad das Smg, tentam disparar sobre a unidade alemã que defendia o lado direito, mas mais uma vez não conseguiram ver que o alcance das suas Smg era curto para tal façanha, o comissário do NKVD começa a pensar em entrar em acção. Os alemães resolvem responder com a entrada do flamer e ao contrário do que seria de esperar e com um movimento digno de grandes generais ignoram a unidade russa acabada de chegar e despejam a sua carga inflamável sobre a já castigada unidade russa que tinha sofrido com o fogo da HMG, resultado vários mortos e 3 Pin markers, mas eis que alguém se esqueceu de levar combustível suficiente e após um “glorioso” 2 o flamer acabou aqui o seu jogo. Sem vacilar por este desaire o General Hans avança a unidade do flanco e a curta distância despeja tudo o que tem sobre os pobres russos acabados de chegar, resultado apenas um Ivan fica de pé a perguntar que raio de tempestade lhe caiu em cima. No flanco esquerdo com a chegada do sniper russo avizinha-se um duelo épico de franco atiradores, “inimigo ás portas” versão revista e aumentada?

Com a chegada do 4º turno as coisas pareciam correr de feição aos paras alemães o Stuh despeja tiro sobre a team de Hmg russa deixando apenas um desgraçado para contar aos amigos o que são os blindados alemães e as 2 squads de infantaria do lado direito são varridas da mesa. O observador russo continua a sua gloriosa corrida para tentar observar alguma coisa e no centro ambos os exércitos tentam ocupar as melhores posições. Mas eis que após algumas execuções sumárias os homens do NKVD resolvem colocar um pouco de juízo no general Pombalichenco, e num acto de bravura o sniper russo carrega o seu adversário e mata o sniper alemão a golpes de faca e coronhadas, existido mesmo relatos que o scope da sua arma ficou inoperacional ao ser usado num olho do observador alemão. Por seu lado o T34/85 entra em acção e aproveitando o entusiasmo do Stug alemão dispara um tiro que o deixa com um princípio de incêndio. Felizmente a sua experiente tripulação consegue apagar o fogo, mas fica inoperacional para dispara neste turno. Será que a maré está a mudar? Excesso de confiança alemão? Gritaram vitória cedo demais?

Parece que sim no 5º turno finalmente a artilharia russa chega e um violento bombardeamento caí sobre o flanco direito destruindo a team de flamer e deixando a unidade de infantaria carregada de pinmarkers o que a obriga a fazer Rally e perdendo assim um turno de movimento. Por seu turno o morteiro pesado com a sua tripulação acompanhada por um bondoso comissário político que só os mataria a todos depois de dispararem mais uma salva acerta em cheio na unidade de infantaria que ocupava o centro e estava a pressionar o comando russo, resultado 7 baixas e muitos pin markers a deixarem a unidade completamente inoperacional. Claro que os comissários não chegam a todo o lado e o T34 falha estrondosamente a oportunidade de destruir o Stug neste duelo de tanques fica a certeza de que quem activar primeiro no próximo turno terá uma grande hipótese de espalhar porcas e parafusos por todo o lado.

Após um turno tão destrutivo o general alemão consegue ordenar ao Stug que dispare o mais rápido possível e este responde pronto, mas a tripulação deve ter fechado os olhos pois consegue nem passar perto do T34, toda a vantagem se esfumou… e eis que a resposta não tarda e após um clamor um tiro acerta no Stug… mas nada acontece… até ver… Entretanto os alemães no flanco direito prevendo o pior tentam desesperadamente correr para mais perto do T34 para fazer uso do seu Pzfaust, mas novo revés… o sniper russo muito satisfeito com a sua carga dispara sobre o observador do morteiro alemão e eis que o morteiro fica completamente às escuras sem observador para o direccionar. Para cúmulo o estado maior russo ocupa o edificio de comando alemão na aldeia, o pequeno Hans espuma de raiva o que não augura nada de bom.

No derradeiro turno o Stug tenta activar e para tal tem de fazer um teste de moral, Ok nada de mais precisa de um 7 ou menos em 2D6 e eis que rola um glorioso 12 o que o obriga a rolar na tabela de FUBAR e resultado foge em pânico da frente de batalha… Bonito sim senhor. Por seu turno a terceira squad russa apesar de desgastada consegue eliminar a muito fustigada squad alemã e apesar de depois ser eliminada limpa o centro da mesa de alemães. e o T34 livre de oposição metralha com vontade redobrada a outra squad o que deixa os paras sem infantaria para continuar o jogo. Para terminar em glória o comandante alemão foge do campo de batalha deixando os sobrevivente abandonados à sua má sorte… Uma fantástica reviravolta russa num jogo fantástico.  Contando pontos ficaria algo como 6 para os Ivans e 3 para os alemães.

Grande jogo com regras muito boas e em que felizmente os pontos fracos não se notaram. Ou seja com apenas dois tanques na mesa não foi muito evidente a discrepância que nos army lists se nota na classificação de tanques. Apenas uma nota para os morteiros, quando o tiro falha o alvo devia ter uma alternativa para a morteirada aterrar, afinal os obuses não desaparecem no vácuo. (House rules urgentes). Mas de um modo geral as regras funcionam muito bem e deixam vontade de continuar a jogar mais e em maior escala. Tenho de me tentar vingar nos russos do general Farinhotievish.

Obrigado ao Paulo Pombal por ser um excelente opositor, ao Luís Pinto por estar de serviço a tirar marcadores de activação e ao Pires por chamar a atenção para os morteiros, por fim agradecer ao Manuel Pombeiro por ser o repórter de guerra de serviço com fotos dignas da AP.

The table 1

The table 2

The table 3

The table 4

The table 5

The Table 6

First turn, sorry but the Russian General dont have mutch time to paint his army, he prefer kill same german guys

Stug – a walk in the main street

The 1st Lt and his boys take a cover position

A side car and a communication point not part of the army, only to the picture

Come on inside boys

Hell, here is the Ivan?

Russian HMG strong point

The kids play around the little pine

Turn 2 – The Stug walk on the wild side

Hello!! Any body there?

First we take this house, them we take Berlin? Nazis like Leonard Cohen music?

Hurry up mens!

“Little” Hans with a big head hurt

Fire to the bastards

OK boys give me the little blanket and I stop the fire!

Hurrraaaaa!!!!!

Job done, eleven reds take the way to the hammer and stars

It´s Ok we can stop the fire!

What have I done to be here alone, ups! the sniper to my left is overkill, I think I need a little more cover

Turn 3 The Ivan take our little house, fire! Fire!

Run boys, Run!

Good try to take the T34/85, but to short!

I think a Stuka is comming? No only a 120mm shell! Take cover…

Turn 5 – Take note… The grey house with red flags is the German HQ… so?  but without germans in, chek

Another Hit and the Stug run for his live…

And from the sky… arrive the dead!!!!

Stº António… help us

Turn 6 – Little Hans live the building… and the game with no glory in is job

The Stug is abandoned by is crew

A very fair and funny game! Excellent!!!!!!

Advertisements

One thought on “Bolt Action primeiros passos

  1. Ora aí está um battle report catita. Já fiquei com vontade de tirar o pó aos red devils para fazer umas jogatainas.

Comments are closed.